sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Inscrições abertas! curso para guias de turismo

Amig@s da Rede!

A Escola da Floresta abre inscrições para o curso de guia de turismo! O curso será um espaço de diálogo e capacitação para pessoas interessadas em aprender sobre turismo, condução de visitantes e formatação de trilhas e produtos apropriados para nossa região.

Os estudantes terão que completar um mínimo de 20 horas de estágio com as pousadas locais para receber o certificado do curso.

Fico atento a quaisquer dúvidas tanto pelo e-mail ou telefone.

Muito obrigado!

Paulo

Paulo Barreiro Sanjines, MESc

Coordenador pedagógico Escola da Floresta

Instituto Floresta Viva - Serra Grande, BA

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

15º Encontro da Rede Esperança-Conduru


Ilhéus, Pontal, 13/11/2014
Salão paroquial da Igreja São João Batista 


PARTICIPANTES: José Abobreira, Valéria Cardoso, Islandia Penedo, Josevanda Oliveira, Josefa Rodrigues, Suzana Sanai, Lais Lacerda, José Rezende, Claudia Iglesias, Alessandro de Almeida, André Oliveira, Juliano Mendonca, Clotildes Maia, Nádia Santa Isabel, Marcelo Barreto, Tiago Silveira, Cristina Leal, Cecília Viana, Aline Albuquerque, Socorro Mendonca e Thiago Alves.

TEMAS DISCUTIDOS:
Fizemos nosso costumeiro momento de silêncio e reconexão!
Tendo em vista a presença de muita gente nova no encontro, seguiu-se um breve relato do histórico da formação da Rede e uma rodada de apresentações dos participantes.

ATUALIZAÇÃO DOS INFORMES DO GT DO FESTIVAL ESPERANÇA CONDURU:
André transmite os seguintes informes:
•    A proposta enviada para o edital da Bahiagas não foi aprovada.
•    Contudo, a proposta enviada para o Ministério da Cultura foi aprovada! Com isso, o Festival Esperança-Conduru foi aprovado na Lei Rouanet com 100% de isenção de imposto de renda aos patrocinadores.
•    Diante do resultado do edital da Bahiagas, o GT do Festival partiu para uma nova estratégia de captação de recursos que inclui a reformulação de uma versão mais simples do evento, procurando contemplar os principais itens da proposta inicial e construída coletivamente.
•    André faz um convite para que todos os membros da Rede participem do esforço de captação de recursos, indicando ao GT do Festival possíveis empresas que possam ser abordadas para o patrocínio.
•    André solicita à equipe do Pontal Criativo que se reúnam e pensem de que maneira poderão participar da Feira Artesanal do Festival.
•    O vídeo de divulgação do Festival já está pronto, além de materiais de divulgação em PDF e Prezzi.
•    Socorro e José Abobreira dão algumas sugestões de empresas para serem abordadas pelo GT do Festival. Socorro oferece espaço na plataforma de financiamento coletivo do Instituto Nossa Ilhéus.

Em seguida, André faz a apresentação do Prezzi que será encaminhado às empresas com a finalidade de obter patrocínio para o Festival.

RENOVAÇAO DO NÚCLEO DE ANIMAÇÃO DA REDE:
Valéria informa que a Rede está fazendo 1 ano nesse mês de novembro e que, como consequência, também temos um Núcleo de Animação que já está atuando há 1 ano. A principal tarefa desse primeiro Núcleo de Animação foi articular o trabalho de “dar forma” à Rede, revelando sua linguagem, logomarca, Blog, e.group, perfil no Facebook, folder etc. Após 1 ano se faz necessária a “oxigenação” do Núcleo de Animação. Motivo pelo qual, será feita uma consulta aos membros da Rede sobre quem quer integrar o 2º Núcleo ANO 2015!

Socorro sugere que, apenas, seja substituída a metade dos integrantes do atual Núcleo, de maneira a preservar e transmitir todo o aprendizado aos novos integrantes que se apresentarão. 

Socorro também sugere que os membros iniciem uma reflexão sobre a inclusão na Rede dos 7 municípios que se comunicam com a APA Lagoa Encantada e Rio Almada, visto que eles utilizam sua água.

CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO DOS MEMBROS CADASTRADOS NA REDE:
Considerando que já contamos com um número expressivo de membros cadastrados na Rede (vide Blog da Rede > membros) e tendo em vista que alguns não participam das reuniões e nem se manifestam no e.group da Rede, há a necessidade de iniciarmos a discussão sobre a criação de “critérios de participação”.

Além disso, está entrando no ar o “mapa interativo” da Rede, onde os membros cadastrados serão contemplados e gozarão da visibilidade e da divulgação dos seus trabalhos. A ideia é que o mapa conceda espaço para os membros que, de fato, participam da nossa Rede e cooperam para os seus propósitos.

Diante disso, os presentes fizeram várias reflexões sobre quais critérios poderiam qualificar um membro cadastrado como um membro, realmente, atuante:
•    Participação presencial em, no mínimo, 4 encontros da Rede por ano?
•    Participação virtual regular no e.group da Rede?
•    Valores do membro cadastrado estarem alinhados com os valores da Rede?
•    Realização de encontros locais para facilitar a participação dos membros das 3 pontas da Rede (Ilhéus, Uruçuca/Serra Grande, Itacaré)?

A discussão foi iniciada e, por sugestão dos participantes, será estendida ao e.group para apreciação dos membros da Rede. A intenção é que, no próximo encontro, já tenhamos tais critérios delineados.

INFORMES DO GT DAS ESTRADAS-PARQUES:
Tiago informa a respeito da aprovação da proposta de extensão do projeto Amigos do PESC para a criação de um marco regulatório da implantação das Estradas-Parques, no mini-corredor ecológico Conduru-Boa Esperança e que, para isso, o projeto prevê diversas atividades e reuniões que possibilitarão a criação coletiva desse marco regulatório. Informa, ainda, que o GT deverá se reunir entre o final desse mês e o início do mês de dezembro! Boa sorte galera!

O próximo encontro da Rede deverá acontecer em Itacaré, entre os dias 08 e 12 de dezembro. A gente se vê por lá!
Núcleo de Animação da Rede.


terça-feira, 28 de outubro de 2014

Guardiões da Praia - contur e demais coletivos de Serra Grande

Oi Contur e demais coletivos,

como estão? Vejo que avançando!

A um tempo estou com uma ideia na cabeça...Contudo, como ando muito sem tempo para participar mais ativamente guardei a ideia...Mas o verão se aproxima e enfim... Compartilho abaixo uma ideia simples para que possamos colaborar com o uso mais adequado das nossas praias, em especial no verão.

AÇÃO COLETIVA: GUARDIÕES DA PRAIA

OBJETIVO: colaborar com a orientação dos frequentadores das praias de Serra Grande, promover a educação ambiental e criar uma ação coletiva de "zelar e guardar" as praias locais;

JUSTIFICATIVA: muitas pessoas, inclusive eu, demonstram o desejo de zelar e orientar frequentadores da praia, mas se constrangem e receiam serem "agredidos" ou mal interpretados. Assim, a ação busca criar meios para que todos os interessados possam colaborar para o uso mais adequado das praias.

QUEM E COMO PARTICIPAR: todos que tiverem interesse podem ser guardiões. Seria bem importante envolver a associação de surf e pescadores. Precisaríamos de repente fazer parceria com IC do PESC para que os interessados pudessem buscar informações de como ser um guardião. Precisaríamos fazer uma campanha de internet inicialmente e com convites diretos a grupos que considerássemos importantes para serem guardiões da praia.

O QUE SERIA NECESSÁRIO DE MATERIAL:  camiseta com marca na frente e nome atrás GUARDIÃO DA PRAIA. Precisaríamos de alguém para produzir esse material e comercializar. Os interessados em ser guardiões, com exceção de elos chaves (associação de pescadores, de surf e alguns elos), como eu, conselheiros ou qualquer interessado poderia COMPRAR/PAGAR O VALOR DA SUA CAMISA. Isso diminuiria custos. 

METODOLOGIA: os guardiões quando forem a praia usariam a camisas e levariam sacolas (as de uso de casa, mercado, recolhida) e escolheria pelos menos 2 grupos ou mais se desejasse para orientar sobre o lixo, a importância de manter o local sempre limpo etc; De modo geral, a camisa, marca e slogan seria de maneira geral um "abre alas" para facilitar a abordagem. Não seria feito panfleto para evitar mais lixo. Mas poderia ser feito uma placa  ou faixa no pé de serra e uma na praça indicando a existência dos GUARDIÕES DA PRAIA.

Bem de maneira geral é isso, nesse momento precisaríamos saber o que os coletivos acham. Ver se é viável e quem topa. Eu quero colaborar. 

Para tanto, precisaríamos de:
- VER SE O CONTUR TOPA SER O CATALISADOR DA AÇÃO;
- REUNIÃO COM INTERESSADOS;
- REUNIÃO COM CI DO PESC PARA VER SE PODEM SER PONTO DE ORIENTAÇÃO AOS INTERESSADOS EM SER GUARDIÃO;
- CRIAR MARCA PARA CAMISA;
- ALGUÉM PARA PRODUZIR E COMERCIALIZAR AS CAMISAS ( nesse caso o custo pode ser em torno de 12,00. Poderia ser feito por algum projeto que quiser arrecadar algum fundo e o valor ficar em torno de 20,00); 
- A PARTIR DE QUE DATA?
- REFLETIR E DECIDIR SE DEVERIA SER DISTRIBUÍDO PARA ALGUNS ELOS CHAVES? Eu pago uma camisa a mais.

Bem o sonho está compartilhado, o que acham? Vamos? É possível?

Abraço e muita luz

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Reconhecimento e registros!

Pássaro, veja o blog no endereço eletrônico abaixo. Cita Jorge Rasta e Nádia Acauã como possíveis candidatos indicáveis para o a Comenda do Mérito Cultural da Bahia.
Já li quase todo seu relato sobre AMBRR, interessante registro histórico. Algumas considerações, gostaria de ter tempo para tecer, para aprimorar a aceitação e acolhimento do seu intuito com o documentado.
Saudações ecológicas, Cláudio N. Lôpo (13.10.2014)

Fórum de Cultura da Bahia
RESOLUÇÃO Nº 03 DE 27 DE MARÇO DE 2014 Aprova o Regimento do Conselho Estadual de Cultura da Bahia. O CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA DA BA...

http://forumdeculturadabahia.blogspot.com.br/

---------------------------------------------------------------------
   
14/10/14
       
para jorge, nadiakauatupin., redeesperancac.
bOM DIA Claudio!

                              Obrigado pela comunicação.

Estou a sua disposição para dialogar e ouvir as suas considerações quando aches o tempo. O meu tempo para esses assuntos de bem comum e sempre disponível.

Abraços

pássaro
-------------------------------------------------------
   
14/10/14
       
para jorge, nadiakauatupin.
Pássaro,

Penso que vi na pauta um item sobre os recursos para a casa da Economia Solidária, advindos do Arapyaú, para fortalecimento da Gestão do PESC, por intermédio do Conselho Gestor do PESC. Minhas observações são sobre como focar na solução e com base nos problemas, sim, e reencenando as queixas que você registra, expressa e lamenta tanto...PARA QUE POSSAMOS AVANÇAR COM ALGO QUE A CASA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA POSSA POTENCIALIZAR E QUE SEJA UM DESAFIO INSTITUCIONAL QUE GERE SINERGIA E CONTRIBUA PARA UMA GESTÃO MAIS COERENTE DO PARQUE DO CONDURU E SEU ENTORNO.

Estou em São Paulo/ Nazaré Paulista e retorno dia 18. Podemos nos encontrar na terça, dia em que entro na minha versão 4.5 de vida, dia 21.10.2014 Que tal  antes da reunião do Conselho Gestor do PESC? Almoçamos juntos?

Pois é, Wilsa e cia tem criado espaço para um processo de educomunicação, ...
tem um monte de desafios e oportunidades de manifestações salutares, neste momento em que o Governo libera a licença de implantação do Complexo Porto Sul... e a REDE ESPERANÇA-CONDURU é uma conquista bioregional, legítima, que envolve 4 unidades de conservação públicas...

Mas, e aí?

O que pode fazer o coração da Casa da Economia Solidária pulsar??? Qual foi a proposta encaminhada via Conselho Gestor do PESC para captação deste recurso que deve ser potencializado ainda este ano?

É isso, por enquanto. Saudações da Floresta seca e represa do sistema cantareira em estado crítico, cujo volume de água diminui a cada dia tendo a contribuição de "cidadãos" que ainda não caíram na real e continuam lavando carros e usando água normalmente, etc...e outros que até bacia colocam em baixo de si para aparar e reutilizar as águas de banho... Que venham as chuvas!!!
ENQUANTO ISSO, NAS NASCENTES DO RIO TIJUIPINHO, DENTRO DO PESC, AFLORAM AS ÁGUAS LÍMPIDAS QUE ABASTECEM AS TORNEIRAS, CHUVEIROS... DE NOSSO TERRITÓRIO SERRA GRANDENSE!!! A propósito, que bom que a EMBASA as trata, mas e o que foi encaminhado sobre os cuidados com a água (o não uso de glifosato? ou controle das aplicações?) que passa pela iniciativa que faz estudos da Cana de Açúcar.???
Há braços!!! Cláudio N. Lôpo (14.10.2014)
(73) 9975-1266
Reserva Alto da Esperança
APA Itacaré-Serra Grande

------------------------------------------------------------------------------
   
15/10/14
       
para Socorro, joelson, Assentamento, Assentamento, Grasieli, Haroldo, redeesperancac., jorge, nadiakauatupin.
Bom dia Claudio,

                            Desculpas por não ter respondido de forma imediata mais assistimos ao evento de Agroecologia na UESC e...o tempo não dá.

Mira Hermano a disposição de integrar e ser solidários com absoluta rigorosidade e nossa bandeira...estamos cansados de tanta hipocrisia e tantos interesses que tem origem em setores sócio econômicos concentradores de poder e riqueza, setores que cultivam e idolatram modelos sócio econômicos que as mentes racionais mais reconhecidas e responsáveis da Gaia manifestam com evidencias e sérios estudos que...Não da MAIS insistir em sua aplicação. Comprometem a soberania sócio cultural e territorial (pela grave influencia de Corporações econômicas transnacionais e nacionais) , geram diferenças e violência social, concentram riqueza de forma ilimitada e bochornosa que degrada as virtudes das expressões da conduta humana, corrompem as nossas Instituições.....e suas lideranças.

A não inclusão de Comunidades tradicionais; a fragilidade em que se encontram as Comunidades sócio produtivas tradicionais, pequenos Produtores e Pescadores, Quilombolas... e consequência desse modelo. Consequência que manifesta a cumplicidade de Organizações Públicas e Privadas que sofrerem  o rigor do modelo  e de forma in consciente praticarem gestões e ações com carência de observação de valores socialmente responsáveis.
A realidade global não dá para gerar mais conflitos ante essas realidades. Elevar a consciência e  responsabilidade de Tod@s. A realidade e tão seria e os desafios tão grandes que temos que trabalhar juntos e sentir que nossas energias pouco a pouco sintonizam qualidades amorosas, luminosas, responsáveis, que atingem o Bem Comum.

Desde a Casa da Economia Solidaria fizemos grandes esforços para promover a integração de projetos, de ideias, de atividades de forma inclusiva, chamando as principais Organizações para trabalhar juntos. E uma pena sentir a exclusão sofrida e confiemos em que podamos reverter essas graves tendências que são produto de tendências que devemos mudar.

O sonho que estamos construindo diversas organizações Baianas, Indígenas, Campesinas do M.S.T, Afro Brasileiras Quilombolas, Campesinas Tradicionais para viabilizar o projeto de Integração Continental Cooperativo vais pouco a pouco, avançando. De aqui a dias estaremos assinando acordo que formaliza oficialmente o consenso que vai permitirmos iniciar a agenda de trabalho com as 4 fontes de recursos previa e naturalmente definidas de Organizações oficiais multilaterais internacionais. Essa aspiração e trabalho organizado e consequência da consciência que é produto da permanente exclusão sofrida por conta do poder que administra esse modelo hegemônico que e responsável da 6ta extinção massiva da vida na Gaia.

Claro que sim Hermano, almoçamos, estou feliz de poder viabilizar todo o melhor para o bem comum, quando voltar para Serra me avisa ou passa por casa.

Abraço grande.

pássaro

Nascente Bonita.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

14º Encontro da Rede Esperança-Conduru


 Serra Grande, 08/10/2014
Casa Azul.

PARTICIPANTES: Luiz Fernando Pozza, Salvador Ribeiro, José Abobreira, Pedro Bezerra, Fred, Wilsa Mendonça, Roberto Vilela, Juliano Mendonça, Valéria Cardoso, Marlize Abobreira, Cris leal, Alessandro Almeida, Nádia Santa Isabel, Lais Lacerda, Marcelo Barreto, Tiago da Silveira, Rui Rocha, Mariele Santana, Maria do Socorro Mendonça, Tiago de Araújo, Nelson Moraes e José Antonio Correia.

TEMAS DISCUTIDOS:
O encontro foi iniciado com o nosso costumeiro momento de silêncio e reconexão!

APRESENTAÇÃO DO “PONTAL CRIATIVO”:
Tivemos a presença de peso de vários participantes do projeto “Pontal Criativo”, que fizeram uma breve explanação das suas ações e atividades em Ilhéus (Sr. José Abobreira e Pepê Bezerra), sendo a “Feira do Pontal Criativo”, que acontece mensalmente no bairro do Pontal (Ilhéus), a ação que reúne o coletivo cultural, artesanal e gastronômico com o intuito de resgatar as tradições e cultura local em torno da prática da economia criativa. A equipe do “Pontal Criativo” veio conhecer de perto a proposta da Rede e solicitar sua participação na Feira do Festival Esperança Conduru, previsto para acontecer no final do mês de janeiro/2015, em Serra Grande. Sejam bem vindos! Também tivemos a presença de representantes da SEFAZ (José Correia) e da SERIN (Fred). Sejam bem vindos!

Tendo em vista a presença de muita gente nova no encontro, seguiu-se um breve relato do histórico da formação da Rede e uma rodada de apresentações dos participantes.

ATUALIZAÇÃO DOS INFORMES DO GT DO FESTIVAL ESPERANÇA CONDURU:
André e Júlia não puderam comparecer ao encontro desse mês. Val trouxe os principais informes:
  • A proposta do festival enviada para o MinC já passou pela primeira análise, sendo aprovada. Agora, dentro desse sistema de análise, deixa de ser uma proposta e passa a ser analisada pela equipe do MinC como um projeto. O resultado deve sair até o final do mês de outubro.
  • O resultado do edital apresentado à Bahiagas já deveria ter sido divulgado na última 2ª feira. Até o momento a empresa não divulgou o resultado, o qual deverá sair a qualquer momento.
  • Uma primeira versão do vídeo de divulgação do Festival Esperança Conduru deverá ser baixado no YouTube, dentro dos próximos 10 dias, para receber sugestões da Rede e da comunidade!

DISCUSSÃO SOBRE O TEMA PARA O PRÓXIMO ENCONTRO DE INTEGRAÇÃO DAS UCs:
Seguindo a orientação do último encontro da Rede (aguardar as sugestões de temas dos Conselheiros e Gestores até o dia 23 de setembro), o Núcleo de Animação da Rede recebeu de alguns Conselheiros das UCs e do gestor do PESC, sugestões de temas a serem tratados no próximo Encontro de Integração das UCs. Os mais sugeridos foram: modelos de gestão para as UCs e Estradas-Parques.

Marcelo Barreto informa que o Governo do Estado está construindo um projeto de modelo de gestão público-privada para as UCs, tomando o Parque do Conduru como caso piloto. Tendo isso em vista, ele considera importante trazer esse tema para o Encontro de Integração das UCs, onde se poderia discutir e criar propostas, as quais seriam levadas para o Governo do Estado com o intuito de contribuir e ajustar o projeto que está sendo construído pela equipe do governo.

Salvador informa que o Movimento Mecenas da Vida está participando de um edital do FUNBIO, cujo resultado ainda não foi divulgado, voltado para propostas de fortalecimento das Unidades de Conservação com viés em políticas públicas. A proposta encaminhada está focada, apenas, na realização de ações de articulação para a criação de um marco regulatório da implantação das Estradas-Parques, no mini-corredor ecológico Conduru-Boa Esperança, levando em consideração todo o cenário social, cultural e ambiental que povoam o entorno da região dessa implantação. Tendo isso em vista, ele propõe que o Encontro de Integração das UCs abrigue uma oficina de construção desse marco-regulatório, caso a proposta encaminhada seja aprovada pelo FUNBIO.

Após ampla discussão sobre as duas sugestões, consideradas importantes, o grupo chegou à conclusão de que, caso a proposta encaminhada pelo Mecenas da Vida ao edital do FUNBIO seja aprovada, o melhor será realizar uma oficina de 2 dias para a discussão do marco regulatório de implantação das Estradas-Parques (com recursos do FUNBIO), seguida do dia do Encontro de Integração das UCs (com recursos levantados pelo GT do Festival Esperança Conduru) onde será tratado o tema escolhido “Proposta de modelos de gestão compartilhada para as UCs” (público-privada ou público-3º setor) – onde se poderia apresentar a conclusão da oficina das Estradas-Parques como uma das atividades, ou tópicos, do modelo de gestão discutido.

FOLDER DA REDE ESPERANÇA CONDURU:
Regina entregou aos participantes do encontro o 1º folder impresso da Rede! O folder está disponível no CA da Rede e CI do PESC, na Praça Pedro Gomes (Serra Grande). Além de informativo, o folder também cumpre a função de formulário de inscrição para novos membros da Rede que possuem pouco, ou não possuem, acesso à Internet.

SUGESTÕES:
Maria do Socorro sugere que, no Blog da Rede, sejam postados pequenos vídeos de cada participante da Rede contando o que faz e apresentando as suas principais ações e atividades. Juliano sugere que seja criado um “calendário de eventos da região” no Blog da Rede.

O próximo encontro da Rede deverá acontecer em Ilhéus, entre os dias 03 e 07 de novembro.
Até lá pessoal!

Núcleo de Animação da Rede

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

É nesse final de semana - você está pronto?

Subject: É nesse final de semana – você está pronto?
From: cerys@350.org
Date: Fri, 19 Sep 2014 20:34:08 +0000

Você não pode perder: neste fim de semana vai acontecer uma mobilização climática histórica em todo o mundo. É a Mobilização Climática dos Povos! Até agora, são mais de 2.700 eventos organizados em mais de 160 países.

Então, é muito provável que haja um evento perto de você. Com os dias 20 e 21 de setembro chegando, é hora de você se unir a pessoas de todo o mundo!


Você vai fazer parte desta mobilização histórica?

É com grande alegria que nós da 350.org Brasil convidamos todos para se engajarem em nossos movimentos durante os meses de setembro e outubro. Está chegando o dia da Marcha pelo Clima junto com a Mobilização Climática dos Povos, que acontecerá em todo o planeta, no próximo domingo, 21.

Aqui no Brasil, estamos organizando a mobilizações pelo clima com o movimento #NãoVoteEmRuralista, na cidade do Rio de Janeiro, no dia 20/09, com uma oficina de artivismo, no Posto 8, às 14h e no dia 21/09, teremos a caminhada pelo clima; com concentração no Posto 8, às 10h30.

Há diversas atividades que estarão sendo oferecidas por diferentes grupos em diferentes cidades Brasileiras. Procure neste mapa as atividades que estarão sendo oferecidas em sua cidade. Caso não tenha nenhuma atividade programada em sua cidade, você pode criar seu evento. Temos diversas sugestões de eventos em nosso site, clicando aqui.

Estaremos ao seu lado para dar apoio em todos os passos deste caminho.

Caso necessite de apoio ou queira esclarecer dúvidas, sinta-se livre para entrar em contato comigo que ficarei feliz em te ajudar: cerys@350.org

Vamos juntos pelo movimento de co-existência planetária.
“Uma longa caminhada começa com o primeiro passo” (Lao-Tsé)

Cerys Tramontini
Coordenadora dos voluntários 350.org

-------------------------

A 350.org está construindo um movimento global para resolver a crise climática. Conecte-se conosco no Facebook e Twitter e inscreva-se para receber alertas por e-mail.
O que é 350? Visite nosso site para saber mais sobre a ciência por trás do movimento.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

13º Encontro da Rede Esperança-Conduru


Itacaré, 3/9/2014.
Clube Municipal Pirajá.

PARTICIPANTES: André Moraes de Oliveira, Daniela Teodoro, Edeli Araújo, Gabriel Siqueira, Genilson C. de Oliveira, Hugo Rincquesen, Juliano Mendonça, Luiz Fernando Vieira, Maria do Socorro Mendonça, Mariana Mei Ferreira, Mariele Souza de Santana, Pascal Voisin, Pola Ribeiro, Raquel Davi Brunelli, Regina Toffoli, Renato Bove, Roberta Elise Silva, Rodrigo de La Vela, Salvador Ribeiro, Tales Rossi, Tiago da Silveira, Tiago Jesus de Araújo, Valéria Cardoso, Wilsa Mendonça

TEMAS DISCUTIDOS: A reunião iniciou com o nosso costumeiro momento de silêncio e reconexão, seguido por um breve histórico sobre a formação da Rede e de uma rodada de apresentações dos participantes.

ATUALIZACAO DOS INFORMES DO GT DO FESTIVAL ESPERANCA-CONDURU:
André traz os informes sobre o andamento do esforço de captação de recursos:
  • A inscrição do projeto do Festival na Lei Rouanet foi finalizada e já passamos a fase da análise dos documentos. Agora, será aguardada a avaliação da proposta, prevista para o próximo mês de outubro.
  • A inscrição do projeto do Festival no edital da BahiaGas também já foi realizada.
  • Também já foi encaminhada para a BahiaTursa a solicitação de apoio para o show do Paulinho Boca de Cantor (História da música baiana).
  • O vídeo para divulgação do Festival está sendo finalizado.
  • Está sendo produzida uma apresentação formato PPS para ajudar na divulgação do Festival.
  • Na próxima semana, o GT do Festival iniciará as visitas nas empresas da região para captação de recursos e André solicita que todos ajudem recomendando, ou indicando, empresas a serem visitadas.
  • Surgiu a possibilidade de pleitear patrocínio para o Encontro de Integração das UCs ao Banco HSBC; a proposta está sendo preparada.

Algumas sugestões foram feitas ao GT do Festival:
  • Convidar o Boi Bumbá do Seu Oreco (Ilhéus).
  • Maria do Socorro disponibilizou o Site do “Instituto Nossa Ilhéus” a fim de auxiliar na captação de recursos para o Festival, por meio da sua nova plataforma de crowndfunding.
  • Divulgar o Festival junto a TV Educativa (TV pública).

TEMA DO PRÓXIMO ENCONTRO DE INTEGRACAO DAS UC´S:
Na última reunião da Rede surgiu a recomendação de que o tema do próximo Encontro de Integração das UC´s fosse discutido pelos Conselheiros, no âmbito das reuniões dos Conselhos Gestores e que, após essas discussões, cada Conselho trouxesse para a Rede tais temas. Contudo, André (GT do Festival) informou que para dar prosseguimento à captação de recursos, não haverá tempo hábil para se esperar pelas reuniões dos Conselhos. Assim, o grupo discutiu sobre formas de iniciar essa discussão entre os Conselheiros e dentro da Rede. O grupo concluiu que a melhor forma é acionar as Secretarias Executivas de cada Conselho Gestor e pedir que essas, via e.mail, solicitem aos seus Conselheiros para encaminharem as sugestões de temas. Após isso, as Secretarias Executivas encaminham tais sugestões para serem apreciadas/consultadas pela Rede.
Juliano sugere que um dos tópicos que poderia ser tratado no próximo Encontro de Integração das UC´s é a construção da visão da Rede para o desenvolvimento sustentável da região. Bem como sugere a realização de um mapeamento das demandas da Rede. Juliano também sugere que, em virtude da importância para o desenvolvimento e a integração dessa região, que se poderia considerar o tema “Estradas-Parques” (vide próximo tópico do encontro).

SUGESTAO DE NOVA AÇÃO PARA A REDE: “ESTRADAS-PARQUES”.
Salvador apresenta a ideia de a Rede iniciar a mobilização para implantação do status Estradas Parques nas estradas da região, por meio da criação de um GT-Grupo de Trabalho. O intuito é reavivar todo o movimento que já foi impresso por essa causa (abaixo-assinados, exibição do vídeo de divulgação, reuniões e articulações etc.), aproveitando o atual cenário de mudança política e apresentando o corpo da Rede como instrumento consistente de pressão e mobilização junto ao Governo do Estado. Para isso, sugeriu-se envolver nesse GT: o DERBA e mais a participação de alguém com conhecimento e olhar de engenharia técnica para o assunto. Também foi sugerido:
  • Elaborar um projeto completo.
  • Realizar um esforço de inserção desse projeto no Plano Plurianual do próximo Governo.
  • Preventivamente, também contemplar nesse projeto um olhar sobre as estradas vicinais (acesso para a zona rural e comunidades).
  • Construir o projeto por módulos para captar e utilizar recursos do próprio Governo Federal, por exemplo, via “Ministério do Turismo”.
  • Zelar para que o projeto contemple cuidados quanto à ocupação desordenada das áreas destinadas às estruturas das Estradas-Parques.
  • Não esquecer de contemplar cuidados para o tráfego dos animais silvestres nas estradas.
  • Aproveitar a realização do “SurfEco”, em Itacaré, para promover os abaixo-assinados.
  • Em virtude da importância para o desenvolvimento e a integração dessa região, considerar o tema “Estradas-Parques” para ser tratado no próximo Encontro de Integração das UC´s.

Após a discussão dessa nova ação para a Rede, formou-se o “GT das Estradas-Parques” com os seguintes colaboradores: Raquel, Salvador, Juliano, Roberta, Gabriel, Hugo, Pascal, Luiz Fernando, Tiago Araújo e Regina.
Boa sorte galera!!!!!!

SUGESTAO DE NOVA ACAO PARA A REDE: “APLICACAO DAS DIRETRIZES ENCEA NAS COMUNIDADES DO ENTORNO DAS UC´S”.
Wilsa informou que lançou o convite na Rede para participantes dessa ação e que Thiago Araújo, André, Elisa e Tita se apresentaram para iniciar esse GT. Informou também que Tita vai trazer capacitação desse tema para esse futuro Grupo de Trabalho e que, por esse motivo, o GT ainda está em formação. Surgiram algumas sugestões para o futuro GT:
  • Casar a aplicação das diretrizes ENCEA com “ações de empreendedorismo” dentro das comunidades que serão abordadas, pois é importante que tais diretrizes levem algo de concreto para melhorar a vida dessas pessoas, correndo o risco de, sem tais ações, as diretrizes não promoverem os resultados esperados, ou o GT não encontrar abertura nas comunidades para o trabalho. Nesse sentido, foi recomendado ao futuro GT consultar o projeto “Aliança Empreendedora” que tem parceria com a UESC http://www.geracaoempreendedora.org.br/

O próximo encontro da Rede deverá acontecer em Serra Grande, entre os dias 01 e 06 de outubro/2014. Até lá!!!
Valeu Gente!
Núcleo de Animação da Rede

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

I Reunião Plenária Extraordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Leste – CBHL

Socializando, bem importante.
Tita

------------------------------------------------------

Prezados,

Em anexo a convocação para a reunião do Comitê de Bacias do Leste, quando será apresentado o parecer da Câmara Técnica de Planos Programas e Projetos (CTPPP) sobre o Diagnóstico Integrado para a Elaboração do PLANO DE RECURSOS HÍDRICOS e da proposta para o enquadramento dos corpos de água das Bacias Hidrográficas do Leste (PRHL/ PP-02).

A reunião do Comitê de Bacias é aberta a participação de todos!

Precisamos de ajuda na divulgação, quem puder, por favor, repasse nas listas, nos conselhos, blogs etc.

Em resumo: no próximo dia 22, às 08:30, na FTC - Itabuna, o Comitê vai apreciar o parecer de seus  técnicos sobre o Plano de Bacia em elaboração.

IMPORTANTE: se você é membro titular e não vai poder estar presente, favor informar, o quanto antes, ao INEMA e ao seu suplente para que sejam tomadas as providências necessárias.


Atenciosamente,

Mônica Melo
Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia
Unidade de Ilhéus
Ofício CODIS Nº 041/2014

Vídeo explica porque não votar em ruralista.

Socializando

Vídeo de 3.33 minutos explica porque não votar em ruralista. e seus vínculos com agrotóxicos, transgênicos... Assista e divulgue

Tita

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Convite - Rede Esperança Condurú - ENCEA / PESC

Rede Esperança Condurú – ENCEA / PESC
Caros,

"Luz & Paz"

De acordo com os dois últimos encontros da Rede, estamos criando um grupo para começar a pensar de que forma podemos contribuir para que possa ser estabelecida uma forma de interação com as comunidades, inicialmente do entorno do PESC.

André Oliveira nos trouxe um “livreto” distribuído pelo MMA com as Diretrizes que regem a Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental em Unidades de Conservação. Apesar de não haver sinalizações de caminhos a serem seguidos, neste material, há muitas orientações. Tita nos envia 2 literaturas que nos norteiam quantos aos caminhos que vem sendo analisados para a implantação da Educação Ambiental em áreas de preservação.

Algumas comunidades inseridas dentro das zonas de amortecimento / tampão do PESC demonstram necessidades urgentes de que sejam estabelecidos elos de comunicação com gestores, educadores, orientadores... quaisquer pessoas que possam auxiliá-los a entender os processos que eles vem passando entre outros assuntos relacionados ao meio em que vivem e são parte.

Elisa se manifesta disposta a fazer parte desse grupo, eu e Tiago precisamos percorrer por estes caminhos, visto que estamos empenhados em auxiliar nossos irmãos da floresta a esclarecer suas dúvidas que passaram a ser nossas também! Queremos aprender!

O convite aqui é para que aqueles que se sintam envolvidos pelo tema do ENCEA (Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental em Uc’s) e queiram se juntar a este grupo e assim verificar quais as ações que podem ser desenvolvidas para viabilizar o acesso a informação entre todos os atores que fazem parte desse belo cenário em nossa região.

Vamos? Juntem-se a nós!
Vamos marcar um encontro? Vamos começar a pensar nesse desafio? “Facinho, facinho, não vai ser, mas poderá ser encantador se fizermos isto com amor e dedicação” – Claro que poderemos estar socializando na Rede nossos avanços, mas sinto necessidade de determinarmos metas diante das analises iniciais de ações...

Ficamos no aguardo da tua confirmação e sugestões de data, hora e local para um primeiro encontro.

Abraços,

Wilsa
Serra Grande - BA

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Revista Askesis - “RURALIDADES E QUESTÕES AMBIENTAIS NA CONTEMPORANEIDADE”

Repassando.

Abraços
Tita

--------------------------------------------------------------

 8 de Agosto de 2014 10:50, Divulgação - IPPUR/UFRJ <divulgacao@ippur.ufrj.br> escreveu:

Prezados (as),

A pedido do Professor Henri Acselrad, encaminho divulgação abaixo.

Atenciosamente,

Elisabeth R Machado
Secretaria de Pesquisa, Documentação, Divulgação e Extensão
Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional - IPPUR
Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Homepage:  http://www.ippur.ufrj.br/
Fanpage:  www.facebook.com/ippurufrj

---------- Mensagem encaminhada ----------

DOSSIÊ ÁSKESIS: “RURALIDADES E QUESTÕES AMBIENTAIS NA CONTEMPORANEIDADE”.

A Áskesis – Revista dos Discentes do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar informa que está aberta a chamada para o recebimento de trabalhos inéditos (artigos, ensaios, resenhas, entrevistas, traduções e relatos de pesquisa) para composição do dossiê Vol. 3, N. 2, Jul.-Dez. 2014. As normas para o envio de contribuições podem ser consultadas em:http://revistaaskesis.wordpress.com/about/. Os textos deverão ser encaminhados exclusivamente para o e-mail da revista: revista.askesis@gmail.com.

O lançamento do Vol. 3, N. 2 está previsto para dezembro/2014 e, para isso, os trabalhos devem ser enviados até o dia 29 de setembro/2014. A Áskesis também recebe textos em fluxo contínuo.

Corpo Editorial - Áskesis
Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Universidade Federal de São Carlos

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

12º Encontro da Rede Esperança-Conduru

Ilhéus, 7/8/2014
 Tenda do Teatro Popular de Ilhéus

PARTICIPANTES: Stella Tomás, Pedro Spaghero, Jean Pereira lemos, Maria Aparecida S. Viana, Valéria Cardoso, Elisa Braga, Márcio Vargas, Claudio N. Lôpo, Michael Braunhecher, Maria do Socorro Mendonça, Cristiane Passos, José Nazal Pacheco Soub, Fabíola Paes leme, Juliano Mendonça, André Moraes de Oliveira, Mariele Souza de Santana, Daniela Teodoro, Wilsa Mendonça, Thiago Jesus de Araújo, Regina Toffoli, Rogério F. Matos, Shany M. Nagaoka, Alessandro M. S. Lyrio, Ebano Brandão.

Agradecimento especial ao chocolate quente que o Nazal ofertou pra turma! Delícia! Prometeu e cumpriu!

TEMAS DISCUTIDOS: A reunião iniciou com o nosso costumeiro momento de silêncio e reconexão, seguido por uma rodada de apresentações dos participantes. Logo após, foram estabelecidos cuidados com o tempo X itens de pauta e Juliano se colocou como guardião do tempo para os temas a serem discutidos.

APRESENTAÇÃO DOS MESTRANDOS DA ESCAS - GUIA PARA ORIENTAR E INSPIRAR EVENTOS SUSTENTÁVEIS EM SERRA GRANDE.

Claudio e Stella informaram sobre o guia cujo documento se encontra em fase de finalização. Trata-se de um guia elaborado pela turma de mestrandos da ESCAS para orientar e inspirar a realização de eventos sustentáveis em Serra Grande, sensibilizando poder público e organizadores de eventos no sentido de apoiarem/criarem eventos com menos impactos. A elaboração desse documento também contou com as sugestões de alguns convidados dos mestrandos – representantes dos segmentos social, cultural e ambiental – e, em breve, esse documento será compartilhado aqui na Rede. Stella esclarece que o tema desse guia foi escolhido dentro de uma disciplina do Mestrado e por causa da reação/impacto da comunidade diante do evento do carnaval de Serra Grande e suas conseqüências.

Houve uma troca de idéias, sugestões e perguntas entre todos e Stella e Claudio, ficando as principais observações: a) que o documento traga orientações realistas e factíveis; b) que abranja o maior número possível de tópicos a serem tratados; c) que possa ser enriquecido com uma pesquisa de consulta popular; d) e que possa ser um instrumento educativo.

FESTIVAL ESPERANÇA-CONDURU.

André inicia o relato sobre o andamento das providências de captação de recursos para o Festival informando que os prazos dos resultados dos editais, nos quais o projeto do Festival está inscrito, não permitirão a realização do festival em novembro/2014 como previsto, uma vez que tais resultados serão divulgados a partir de setembro e, entre o resultado / assinatura de proposta / recebimento dos recursos, não haverá tempo para divulgar e organizar o Festival. Diante disso, o GT de organização do Festival propôs a mudança da data de realização para os dias 23,24 e 25 de janeiro de 2015; ou seja, 2 meses para frente da data prevista. Além disso, essa mudança se daria, apenas, nessa segunda edição do Festival Esperança-Conduru e que, a partir dessa edição, desde que haja apoio, o trabalho do GT de organização do Festival poderia se iniciar logo no começo de 2015.
Houve uma ampla discussão entre todos os presentes sobre os pontos positivos e negativos a respeito da mudança da data do festival, destacando-se:
  • Poderemos perder a mobilização dos alunos das escolas que, nessa época, estarão de férias. Ao mesmo tempo, poderíamos, desde já, iniciar um trabalho de envolvimento deles com temas específicos ou gincanas.
  •   Talvez a participação dos gestores, no Encontro de Integração, possa ser prejudicada por se tratar de período de férias. Ao mesmo tempo, a organização do festival está levantando recursos para cobrir as despesas de deslocamento dos conselheiros e convidados que estão mais distantes.
  •  A realização do festival em janeiro deixa de atender a demanda local de se criar eventos nos períodos de baixa temporada para movimentar a economia. Por outro lado, em janeiro, o evento poderá ser mais freqüentado e conhecido.
  • Não se pode perder de vista o foco “ambiental” do evento.
  • Com recursos suficientes, se poderá fazer uma divulgação adequada a respeito do perfil do evento, fato que, naturalmente, atrairá o público que possui ressonância com um Festival ambiental. Bem como, também podemos enxergar como uma oportunidade de realizar um trabalho de educação ambiental para o público que estiver na região, já que, nessa época, as pessoas também estão mais abertas a novas experiências.
  • Com a mudança para janeiro fica o desafio de se organizar um Festival Ambiental, com práticas sustentáveis, diferente da maioria dos eventos que acontecem nessa época do ano. Mas, diante da ausência de recursos para realizá-lo em novembro, cabe a reflexão de aceitarmos esse desafio, fazermos essa experiência em janeiro e podermos comparar com a edição anterior. Ou, fazermos um Festival em novembro, com os recursos de que se poderá dispor (tentar financiamento coletivo) os quais, certamente, não contemplarão a diversidade e amplitude da programação idealizada. Ou fazermos uma versão bastante simplificada em novembro (para marcar a data) e outra versão do Festival em janeiro já com os recursos captados, fato que levará à estruturação de 2 equipes organizadoras (uma em novembro e outra em janeiro).

Após a ampla discussão, Wilsa lembra que 26/janeiro é aniversário de Itacaré e não seria uma boa idéia realizarmos um evento paralelo em Serra Grande; Rogério lembra que o Festival tem que ser a essência do evento e não um evento colado no outro.

Diante dessa informação e de todas as ponderações feitas, se chega num consenso para a realização de um único evento na nova data de 30, 31 janeiro e 01 de fevereiro.

Claudio sugere que o tema, ou formato, do “Encontro de Integração das UCs” possa ser discutido na reunião da Rede, aproveitando a sugestão enviada pela Tita para o tema desse Encontro, qual seja: discutir as Unidades de Conservação como vetor para o desenvolvimento local, como estruturas educadoras, que possa dialogar com os setores e atores locais, além de apresentar as diretrizes e os princípios da Estratégia de Comunicação e Educação Ambiental - ENCEA. E a partir desta discussão traçar caminhos para intervenções socioambientais locais, fortalecendo o diálogo entre os setores.

André, Val e Juliano argumentam que o melhor é deixar para os Conselhos iniciarem essa discussão no âmbito das suas reuniões e, após as discussões de cada Conselho, deixar a Rede cumprir o papel de conciliar tais sugestões de temas e formatos para o Encontro de Integração. Mas, mesmo para conciliar tais sugestões de temas e formatos, será absolutamente necessária a presença dos Conselheiros das UCs e, principalmente, dos seus Gestores nas reuniões da Rede.

APRESENTAÇÃO DA 1ª VERSÃO DO BLOG DA REDE E DO FLYER.

Val apresentou a primeira versão do Blog da Rede Esperança-Conduru, mostrando o conteúdo postado e as sessões que já se encontram no ar. Além disso, ela solicitou que todos entrassem no Blog e trouxessem para o Núcleo de Animação da Rede as suas impressões. As sugestões recebidas na hora foram: 1) inclusão de uma sessão, ou calendário de eventos dos membros da Rede, onde os membros possam postar os eventos que estão acontecendo nas suas instituições; 2) transferir a logomarca do apoiador do Blog (Instituto Arapyau) mais para cima, talvez na lateral do Blog; 3) Encontrar uma forma mais dinâmica de apresentação dos membros da Rede para não figurarem em forma de uma longa lista.

Segue o LINK do Blog: http://redeesperancaconduru.blogspot.com.br/

Val complementa que o próximo passo do Núcleo de Animação é criar um perfil da Rede no FaceBook e, dessa maneira, estender a comunicação externa da Rede que está sendo inaugurada com o Blog.
Val apresentou 2 sugestões de layout para o flyer da Rede analisada pelos participantes que trouxeram algumas sugestões de mudança de tamanho e formato.

DISCUSSÃO SOBRE NOVAS AÇÕES PARA A REDE.

Esse assunto foi iniciado com a leitura dos “critérios para inclusão de uma ação na Rede”. Tais critérios foram construídos/sugeridos ao longo das reuniões da Rede e estão expostos no Blog da Rede.

Em seguida, Wilsa expõe seu desejo de trazer para a Rede uma ação de “Orientação às Associações das comunidades rurais do entorno do PESC” – ajudando-as a descobrir formas de melhorar a qualidade de vida das suas comunidades. André traz a idéia de conectar essa ação com o tema sugerido pela Tita; ou seja, com as diretrizes e os princípios da Estratégia de Comunicação e Educação Ambiental – ENCEA para traçar caminhos para intervenções socioambientais locais, fortalecendo o diálogo entre os setores. Thiago, André e Elisa se colocam como colaboradores para iniciar um Grupo de Trabalho. Val sugere que esses colaboradores elaborem um texto para ser lançado no mailing da Rede convidando participantes para esse GT. Espera-se que, na próxima reunião, haja uma proposta de ação para a Rede avaliar.

A próxima reunião da Rede deverá acontecer em Itacaré, entre os dia 01 e 05 de setembro/2014. Até lá!!!
Saudações a todos!
Núcleo de Animação da Rede.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Livro Encontros e Caminhos vol 3 da DEA MMA

Segue o arquivo do Livro "Encontros e Caminhos", produção da Educação Ambiental
Abraços
Tita

Encontros e Caminhos em PDF

3º Encontro do Núcleo de Animação

Serra Grande 04/08/2014
Centro de Apoio á Rede Esperança-Conduru

No dia 04/08, às 16h, no Centro de Apoio à Rede Esperança-Conduru, no Centro de Informação do Parque do Conduru, na Praça de Serra Grande (Uruçuca/BA) reuniu-se o Núcleo de Animação da Rede.

Presentes: Cristiane Soares, Daniela Teodoro, Genilson de Oliveira, Paulo Sanjines, Valéria Cardoso e Regina Toffoli.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Divulgação do Edital da EducaRES

Socializando.

Abraço.

Tita

----- Mensagem encaminhada -----
De: Programa Agenda Ambiental na Administração Pública
Enviadas: Terça-feira, 29 de Julho de 2014 10:06
Assunto: Divulgação do Edital da EducaRES

Caro(a),
O Ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou nova ferramenta digital, que reúne iniciativas envolvendo educação ambiental e comunicação social em resíduos sólidos. A Plataforma EducaRES tem o objetivo de mapear e divulgar ações que ajudem a enfrentar os desafios da implantação da Política Nacional de Resíduos (PNRS). Instituições da sociedade civil, poder público e setor privado podem cadastrar suas práticas na Plataforma EducaRES até o dia 16/08. Com essa iniciativa, espera-se utilizar a educação ambiental para auxiliar a implantação da PNRS, criando uma base de dados de práticas existentes.
Participe!
Para maiores informações envie e-mail para educares@mma.gov.br ou entre em contato através dos telefones:(061)2028-1360/2028-1635

Anais do Simpósio de Políticas Públicas de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis

Socializando.

Abraço.

Tita


---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Simpósio de Políticas Públicas de EA Brasil
Data: 31 de julho de 2014 10:55
Assunto: anais do Simpósio - pdf

Caras amigas e caros amigos, com alegria e satisfação, encaminhamos os Anais (anexo) do Simpósio de Políticas Públicas de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis, cuja realização teve a fundamental contribuição de vocês.

Como decorrência desse Simpósio, iniciamos a elaboração de um Projeto de atuação conjunta entre IES, Prefeituras Municipais, Escolas e outros atores governamentais e não governamentais de cada território e certamente contaremos com a continuidade da colaboração que ocorreu na organização e realização do Simpósio.

Apesar de ainda termos dívidas decorrentes de nossa determinação de colocarmos a Universidade Pública promovendo atividades absolutamente gratuitas, estamos convictos de estarmos no caminho certo e voltaremos a procurá-los para dialogar sobre isso.

Fiquem a vontade para divulgar esses Anais em suas redes de relacionamentos na área.

Destacamos que essa publicação é um produto livre para ser reproduzido, citando-se a fonte, pois é uma produção de conhecimento resultante da Universidade Pública para a qual todos nós colaboramos com os nossos impostos.

Atenciosamente,

________________________________________________
Oca – Laboratório de Educação e Política Ambiental / ESALQ/USP
Comissão Organizadora do Simpósio de Políticas Públicas
de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis


Anais do Simpósio de Políticas Públicas de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis em PDF

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Terre des Hommes Suisse (para crianças e adolescentes NE/BA

Socializando.
Abraço
Tita

------------------

Edital para Identificação de Projeto Chamada - Região Nordeste - Bahia - Terre des Hommes Suisse (TdH Suisse)

Edital em PDF

CONVOCAÇÃO PARA O MAR! MMA faz consulta sobre estudo de áreas das zonas costeira e marinha

http://www.mma.gov.br/informma/item/10255-mma-faz-consulta-sobre-estudo-de-%C3%A1reas-das-zonas-costeira-e-marinha

CONVOCAÇÃO AO CHAMADO DO MOMENTO!

Prezad@s pessoas, ativistas, naturalistas, militantes, empreendedores, socioambientalistas ... praianos e do mar, servidores, professores, políticos, ecologistas.

É hora de presenciar uma definição clara sobre a prioridade da relevância de ambientes marinhos costeiros, brasileiros, no nosso litoral baiano, especialmente no Sul e Baixo Sul da Bahia (Mosaico Cacau com Dendê).

Um pouco de história:
A política ambiental baiana, com a criação de UC’s, também na década de 90, seguindo uma política turística mais enfática desde 1991, trouxe-nos realidades e sonhos de áreas protegidas que privilegiaram os ambientes terrestres. Então vem a construção do conceito de CORREDORES ECOLÓGICOS, MOSAICOS, RESERVAS DA BIOSFERA, que nos trás a UTOPIA REAL que “imageramos” para ESTE TERRITÓRIO. É um desafio interessante, e atual, contemplar o nosso Mar, que proporciona “Altas Ondas” boas e faz parte da cultura bioregional.

Um exemplo local de iniciativa de Proteção Marinha, em Itacaré, a partir de 1997, foi a construção do processo para criação da RESEX (Reserva Extrativista) Marinha, como Unidade de Conservação (UC) que abrange áreas ainda pouco estudadas e que merecem especial atenção, no âmbito da Área de Proteção Ambiental (APA) Itacaré-Serra Grande e seu entorno.

Atenciosamente, Cláudio N. Lôpo (28.07.2014)
Reserva Alto da Esperança
Instituto VERde DENTRO de Ecoenvolvimento e Pesquisas
Mestrando em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável - ESCAS/IPÊ

--------------------------------------------------------------------------------------------------

http://www.mma.gov.br/informma/item/10255-mma-faz-consulta-sobre-estudo-de-%C3%A1reas-das-zonas-costeira-e-marinha

Quinta, 24 Julho 2014 18:18 Última modificação em Quinta, 24 Julho 2014
18:27|

MMA faz consulta sobre estudo de
áreas das zonas costeira e marinha

Órgãos ambientais dos estados e municípios costeiros, gestores de Unidades de Conservação e pesquisadores estão entre o público-alvo

LUCIENE DE ASSIS

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) realiza, até o dia 15 de setembro, consulta para atualizar informações sobre as áreas prioritárias para conservação, uso sustentável e repartição de benefícios da
biodiversidade das zonas costeira e marinha, reconhecidas pela Portaria MMA nº 9/2007. O trabalho está sob a coordenação da área técnica do Departamento de Biodiversidade Aquática, Mar e Antártica (DMar/MMA) e visa subsidiar o processo de atualização de informações sobre essas áreas.

Para tanto, o órgão está consultando os principais envolvidos no processo “Áreas Prioritárias de 2007”, com avaliação do impacto dessas informações na formulação de políticas para as zonas costeira e marinha e sugestões para o processo de revisão atual. O público-alvo da consulta são os órgãos ambientais dos estados e municípios costeiros de todo o Brasil, gestores de Unidades de Conservação, pesquisadores de universidades e representantes de organizações não governamentais (ONGs) voltados a atividades nas zonas costeira e marinha, além de superintendências e escritórios do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Links do Yahoo Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    http://br.groups.yahoo.com/group/turmapontocom/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    turmapontocom-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo Grupos está sujeito aos:
    https://info.yahoo.com/legal/br/yahoo/utos/terms/

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Artigos para revista Bahia Análise & Dados - Agricultura Familiar

Socilizando.
Abraço
Tita

---------- Mensagem encaminhada ----------

De: Fórum Baiano da Agricultura Familiar - FBAF <forumbaianoaf@gmail.com>
Data: 21 de julho de 2014 06:51
Assunto: artigos para revista Bahia Análise & Dados - Agricultura Familiar

SEI lança edital da revista Bahia Análise & Dados – Agricultura Familiar

A Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan) lança o edital da revista Bahia Análise & Dados com o tema Agricultura Familiar. A publicação integra as comemorações do Ano Internacional da Agricultura Familiar, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU). A edição é realizada pela SEI em parceria com a Secretaria de Agricultura e a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola, e pretende discutir amplamente o segmento, considerando sua importância cultural, econômica e social, além de seu papel na promoção da segurança alimentar e nutricional, proteção do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável.

Neste contexto, a SEI convida pesquisadores, estudiosos, gestores públicos e outros interessados a enviarem artigos até o dia 20 de agosto, conforme edital publicado no site da SEI.


Prezados (as),

A Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan), lançou o edital para chamada de artigos da Revista Bahia Análise & Dados, com o tema Agricultura Familiar.

Gostaríamos de contar com a colaboração dos senhores (as) para divulgação do nosso edital!

Segue abaixo release e e-mail marketing de divulgação. Peço o apoio dos senhores (as) para divulgação entre os técnicos das empresas/universidades agrícolas em que trabalham, como também entre os parceiros.

Informo ainda que disponibilizamos um banner eletrônico para divulgação no site das instituições dos senhores, se puderem nos ceder este espaço, basta enviar para anapaulaporto2@gmail.com as especificações de tamanho que enviamos o arquivo do banner e link para o edital.

Desde já, agradeço a colaboração dos senhores.

Para conhecer mais sobre a nossa revista Bahia Análise & Dados, acesse:www.sei.ba.gov.br.

Atenciosamente,

Ana Paula Porto
Coordenadora de Disseminação de Informações
Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia - SEI
Secretaria do Planejamento - Seplan

terça-feira, 22 de julho de 2014

[REBEA] novo acordo global sobre mudança de clima

Socilaizando
Tita

---------------------------------------------

Consulta pública do Itamaraty sobre o esperado novo acordo global sobre mudança de clima. Prazo prorrogado até 21 de julho. Importante ter respostas de ONGs e movimentos sociais. Ver em http://diplomaciapublica.itamaraty.gov.br/consultaclima

Márcia Brandão Carneiro Leão

quinta-feira, 17 de julho de 2014

MMA - Cursos à distância - Criança e o Consumo Sustentável e Estilos de Vida Sustentável

Repassando.
Abraços
Tita

-----------------------------

http://www.mma.gov.br/informma/item/10246-inscrições-abertas-para-dois-cursos-a-distância-até-dia-1°-de-agosto

Segunda, 14 Julho 2014 17:28

Martim Garcia/MMA

Inscrições abertas para dois cursos a distância até dia 1° de agosto

Criança e o Consumo Sustentável e Estilos de Vida Sustentável são os temas dos dois primeiros cursos promovidos pelo MMA em 2014


TINNA OLIVEIRA

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) está com as inscrições abertas para dois cursos a distância. Até o dia 1° de agosto, os interessados nos temas “Criança e o Consumo Sustentável” e “Estilos de Vida Sustentável” podem se inscrever na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Os cursos serão realizados durante o mês de agosto e os participantes terão direito a um certificado de formação no tema, emitido pelo MMA.

Para se inscrever é necessário acessar a plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). A página traz um resumo de cada curso. Ao selecionar a opção do curso desejado, será solicitada a realização de um cadastro. As instruções para se cadastrar aparecerão ao lado direito da tela.

Os cursos fazem parte da iniciativa de ampliar o acesso de diversos públicos interessados nos processos de formação e capacitação desenvolvidos pelo MMA. Para este ano, a expectativa é formar 10 mil pessoas a partir dos oito cursos a distância promovidos pelo órgão.

TEMAS

O curso “Criança e o Consumo Sustentável” oferece mil vagas. A carga horária será de 38 horas. O curso tem como objetivo trabalhar o conhecimento de pais e educadores para que construam valores mais sustentáveis com as suas crianças, desestimulando o consumo desenfreado e incentivando a prática de brincadeiras, hábitos e atitudes muito mais saudáveis e sustentáveis.

Será abordado o contexto histórico do consumo, fundamentos e conceitos da sustentabilidade e do consumo sustentável, além de apresentada estratégias de como proteger as crianças dos apelos consumistas. O curso será realizado no período de 04 a 30 de agosto.

O curso “Estilos de Vida Sustentável” também oferece mil vagas, com carga horária de 30 horas. A iniciativa visa promover uma reflexão e discussão sobre mudanças em favor de estilos de vida sustentáveis. Aberto para qualquer pessoa interessada no tema, o curso será ministrado de 04 a 30 de agosto.

A capacitação abordará fundamentos e conceitos sobre o consumo e seus impactos socioambientais, apresentará dicas práticas para um consumo sustentável, perpassando por diversos temas como o uso da água e energia, resíduos sólidos domésticos e os impactos dos resíduos, habitações sustentáveis, alimentação, saúde, mobilidade urbana e lazer.

[REBEA] [G-IDEA:4033] Comunicado de la red ARA: Sobre la PreCOP Social y el compromiso del Estado Venezolano con el Cambio Climático

Repassando.
Abraço a tod@s
Tita

---------- Forwarded message ----------
From: [REBEA] <REBEA@yahoogrupos.com.br>
Date: 2014-07-14 20:30 GMT-03:00
Subject: [REBEA] [G-IDEA:4033] Comunicado de la red ARA: Sobre la PreCOP Social y el compromiso del Estado Venezolano con el Cambio Climático
To: grupoca09@googlegroups.com, facilitacao_rebea@yahoogrupos.com.br

De: Alejandro Álvarez Iragorry
Enviado: ‎segunda-feira‎, ‎14‎ de ‎julho‎ de ‎2014 ‎20‎:‎20
Para: G-IDEA

Reenvío información que puede ser de su interés. Alejandro

-----------------------------------------------------

Sobre la PreCOP Social y el compromiso del Estado Venezolano con el Cambio Climático

La Red de Organizaciones Ambientales No Gubernamentales de Venezuela (Red ARA), manifiesta su posición sobre la iniciativa liderada por el Gobierno venezolano de convocar una reunión PreCOP Social de Cambio Climático.

Ante el grave problema que representa el cambio climático, valoramos la aparición de mecanismos que promuevan la participación activa de la sociedad civil organizada, en el proceso de discusión que llevan adelante los Estados sobre el mismo.

Consideramos que esta oportunidad debe servir para lograr un movimiento social global que apalanque los cambios necesarios en los modelos económicos, sociales y de gestión ambiental que hagan posible la construcción de sociedades sustentables.

En particular, la red ARA considera que los movimientos sociales reunidos en Margarita debemos exigir el compromiso de todos los gobiernos del mundo de implementar de manera urgente medidas dirigidas a:

1. Promover la producción y promoción de energías limpias, junto al uso responsable de combustibles fósiles.

2. Establecer procesos productivos eco-eficientes que disminuyan la generación de residuos y emisiones que generen gases de invernadero y destruyan los ecosistemas naturales.

3. Incrementar la superficie de áreas naturales protegidas y garantizar la conservación de las existentes, a la vez que se promueva el desarrollo de ciudades sustentables.

4. Disminuir de manera radical la deforestación, especialmente para el establecimiento de pastizales, potreros, explotación minera o petrolera, así como fortalecer los programas de reforestación de áreas degradadas.

5. Establecer mecanismos para revertir la cultura del consumismo, así como mejorar los procesos de gestión de residuos sólidos, promoviendo sistemas de reutilización, recuperación y reciclaje.

6. Exigir a todos los Estados la disminución drástica de los gastos militares y utilizar esos recursos en programas dirigidos a la gestión ambiental, el desarrollo social sostenible y los programas de adaptación al cambio climático, especialmente para atender a las poblaciones más vulnerables.

7. Establecer procesos educativos y de información que promuevan la incorporación masiva de todos los grupos sociales a los procesos de mitigación y adaptación al cambio climático.
Por otra parte, como organización venezolana no podemos dejar de referirnos a la situación de nuestro país, y presentar una serie de opiniones y demandas que esperamos sirvan como base para promover la discusión sobre las políticas ambientales nacionales, a la vez que promueva la participación de todos en el camino de construir una sociedad sustentable.

En tal sentido:

1. Rechazamos el sesgo ideológico que se le quiere imponer a esta reunión de movimientos ambientales y sociales del mundo. Creemos que una discusión que presente los temas referidos al cambio climático global como una mera confrontación de socialismo versus capitalismo, es una re-simplificación de la compleja realidad social y política relacionada con el cambio climático, enmascara las verdaderas exigencias de un cambio de los modelos económicos basados en la explotación sin frenos de los recursos naturales y no contribuye al logro de los acuerdos necesarios que permitan establecer mecanismos de co-responsabilidad en la lucha contra el cambio climático.
2. Exigimos al Estado Venezolano que, más allá de los discursos políticos, desarrolle acciones concretas, eficientes y sostenidas para atacar las causas y efectos del cambio climático en el país. En tal sentido es, por lo menos, incoherente promover reuniones internacionales para exigir responsabilidades de los países desarrollados cuando el país sólo ha entregado la Primera Comunicación Nacional sobre Cambio Climático y está en mora con todas las otras obligaciones establecidas en los Convenios Internacionales y la legislación nacional.

3. Reivindicamos el derecho constitucional a la participación de la Sociedad Civil Organizada en todos los asuntos que afectan el desarrollo del país y su gente. Creemos que un país que convoca a ONG y movimientos sociales del mundo para allanar caminos de interacción con los gobiernos, también debería tener mecanismos similares para que la sociedad civil organizada de Venezuela intervenga y contribuya en la solución de los problemas ambientales en función de su experiencia y trayectoria. Pero por el contrario, la realidad es, que lejos de promover la integración y valoración de las trayectorias y experiencias de los grupos ambientales venezolanos, ha habido una acción reiterada del gobierno nacional en contra de las ONG y sus proyectos, muchas veces dificultando e incluso impidiendo sus actividades.

4. Exigimos que el tema ambiental sea considerado como eje prioritario para el desarrollo sustentable del país. Para ello es necesario el fortalecimiento institucional de entes claves como el Ministerio del Poder Popular para el Ambiente y el Instituto Nacional de Parques. En tal sentido, el Estado venezolano debe revertir la situación de déficit crónico en la inversión pública destinada a la gestión ambiental. Esta situación se muestra en el hecho de que el Ministerio del Poder Popular para el Ambiente, que debe administrar cerca del 40% del territorio en distintas áreas bajo régimen de administración especial, su presupuesto nunca ha superado el 1% del total nacional.

En concordancia con estas exigencias, la Red ARA y sus miembros como expresión de la sociedad civil organizada ambientalista de Venezuela, están abiertos y dispuestos a articularse y trabajar en conjunto con las instituciones del Estado Venezolano y el resto de los actores sociales del país. Asimismo, esperamos que, a partir de la iniciativa de la PreCOP Social se produzcan cambios significativos en el Estado Venezolano, que impulsen la búsqueda de la reunificación del país y el reconocimiento de que los problemas del país exigen la participación y acción de todos sus ciudadanos.

Caracas, 14 de julio de 2014


AGRADECEMOS DARLE DIFUSIÓN A ESTE COMUNICADO

Para ver el comunicado en el Blog de la red ARA marque aquí
Se anexa el documento para su difusión.


terça-feira, 15 de julho de 2014

Oficinas de Orientação (elaboração e prestação de contas de projetos)

CONVITE PARA ASSOCIAÇÕES LOCAIS E EMPREENDEDORES DE IDEIAS!

Na próxima 6ª feira (18/julho), no Centro de Informações do Parque do Conduru (Serra Grande), às 16 horas, a equipe do Movimento Mecenas da Vida fará uma apresentação das futuras oficinas de orientação para elaboração de projetos (como trazer suas idéias para o papel), e para prestação de contas e constituição institucional (procedimentos básicos).

Após essa apresentação, as oficinas de orientação da equipe do Mecenas da Vida acontecerão, gratuitamente, todas as sextas-feiras, das 15 às 19 horas. Essa iniciativa tem o apoio do Instituto Arapyau.

Sejam bem vindos Amigos da Rede!

Valéria e Equipe Mecenas da Vida

Oportunidade laboral em São Paulo - Direitos Humanos (Fluency in English required)

Bom dia Rede!

Repassando uma chamada para trabalhar com Human Rights Watch.

Are you a human rights activist/field researcher? Interested in working in Brazil for a respected institution? Maybe this position is for you!

http://www.hrw.org/employment/2014/07/09/researcher-brazil
Portuguese and english fluency required.

Forte abraço e um ótimo dia para tod@s!


Paulo

domingo, 13 de julho de 2014

Nossa Uruçuca: Eventos de Apresentação

Prezada comunidade de Uruçuca e Serra Grande,

é com prazer que convidamos vocês para os encontros abertos de apresentação dos trabalhos do Nossa Uruçuca. Teremos dois momentos para isso:

Em Uruçuca (sede do município):
Quinta, dia 17, das 18h30 as 21h30, no Salão Paroquial da Igreja Matriz
www.facebook.com/events/725984054129103

Em Serra Grande:
Sábado, dia 19, das 9h as 12h, no Centro de Informações do PESC (na Praça Pedro Gomes)
www.facebook.com/events/1488370778071877

Para quem não conhece a incitava ainda, a nossa página é www.facebook.com/nossaurucuca. Temos como objetivo principal promover a participação social na gestão pública, tornando Uruçuca um exemplo na forma de se fazer política. Estamos atuando como um movimento de voluntários dês do começo do ano de 2014, acompanhando os trabalhos do governo municipal, ajudando a dar transparência para as suas ações. Também vale a pena dar uma olhada no grupo "Acompanhando a Câmara dos Vereadores de Uruçuca" (www.facebook.com/groups/acompanhandourucuca).

Sejam muito bem vindos a essa conversa inicial para conhecer a proposta. Por favor, ajudem a divulgar para possíveis interessados, os encontros são abertos a toda a comunidade. Qualquer dúvida é só entrar em contato com a gente.

Cordialmente,
Equipe do Nossa Uruçuca
(Antonio Roque Pereira,  Marcel dos Santos, Marcos Santos Alves, Syomara Xavier, Klarys Alcantara, Thomas Ufer e demais colaboradores)

----------------------------------------------

13/07/14

Olá, acredito que meu email esteja neste grupo por engano. Por favor, me excl...

Mariana Viana

---------------------------------

14/07/14

Desejamos boa sorte para a nobre missão! Estaremos presentes no dia 19!

Abs,

Val e Equipe Mecenas da Vida.

----------------------------------

14/07/14

Valéria,

Não poderei estar presente Nos eventos por motivo de viagem a Salvador onde participarei de uma oficina de preparação do Plano de Habitação de Uruçuca.

Nazal

----------------------------------------- ​

14/07/14

Boa tarde Nazal. Esse evento, na verdade, está sendo organizado e divulgado pela equipe do "Nossa Uruçuca"!

Abs, Valéria

--------------------------------------

14/07/14

Faço minhas as palavras de Val!

Nos encontramos lá.

Um forte abraço

Re Toffoli

--------------------------------------

15/07/14

Bom dia, caro Nazal!

Aproveito esse e-mail para perguntar sobre o processo do plano de saneamento básico para o distrito de Serra Grande. Este foi adiado?

Forte abraço!

Paulo Barreiro Sanjines, MESc
Coordenador de projetos & Consultor
Instituto Floresta Viva
Mercados & Governança de Ecossistemas


----------------------------------------

Nazal Soub <nazalsoub@gmail.com>
15/07/14

Paulo,

Fizemos um hiato em razão da copa. Já retomamos os trabalhos e a proxima oficina deverá ser até meados de agosto.

Nazal

sábado, 12 de julho de 2014

Futebol na Praça

O Futebol na Praça foi um evento pensado para entreter e trazer elementos de valorização do jovem de Serra Grande praticante de esporte.

Compartilhamos o sonho, chamamos as pessoas envolvidas com esporte e cultura, convidamos as pessoas que poderiam junto com a gente operacionalizar e dar brilho e alegria a este encontro...

No primeiro encontro tivemos a colaboração de umas pessoas e a presença de muitas outras, o segundo encontro não aconteceu de acordo com o combinado e nem mesmo tivemos condições de reunir o público envolvido, pois a parte técnica não se fez presente, sem áudio e com uma pequena TV, não seria possível alcançar a todos...

O terceiro encontro aconteceu, teve alegria apesar do sentimento de isolamento, mas trouxe também a colaboração de pessoas que nos surpreenderam com a sua solidariedade. Cenários controvérsios, porém repletos de aprendizados.

Agradecemos ao Instituto Arapyaú que tem se mostrado um bom parceiro, a administração local que na medida do possível se fez presente com auxílio à montagem dos toldos primeiro encontro e iluminação em todos os encontros, a administração municipal que muito gentilmente nos enviou no primeiro encontro um toldo e frutas e para o segundo e terceiro quatro caixas de suco (24 unidades) e duas de biscoito (40 unidades, 35g).

Ressaltamos que no primeiro encontro o lanche foi enviado, porém foi impossível estabelecer comunicação com os envolvidos para que este viesse a fazer parte do evento, no dia seguinte esse lanche foi disponibilizado para os “meninos do Celão”, no campo. Uma parte das frutas foi aproveitada, outra não! No terceiro encontro, novamente não conseguimos estabelecer a comunicação com os responsáveis pelo repasse do material.

Agradecemos também a pessoas como Edson “reciclagem” que não nos cobrou um valor para divulgar a vinheta de convite a comunidade a participar do encontro. Tiago Lima que levou uma amostragem de nossa cultura e Big Brother que disponibilizou sua TV e antena para o primeiro jogo, Silvinho captou o sinal de imagem na praça.

Tivemos no primeiro encontro a presença de um dos Burricos do projeto “A Riqueza do Lixo”, o prof. Zé Adolfo levou o Burrico para a praça e junto com a gente e com sua linda Helena assistiu aquela partida de futebol.

Ao Mecenas da Vida que disponibilizou equipamentos e o espaço para estourar as pipocas e a Ery que foi buscar o equipamento no alojamento do Mecenas... Professor Jaenes que além de dedicar força de trabalho, trouxe para a praça a TV de sua sala e lá assistiu o jogo com todos nós. Makarra, grande Makarra que com determinação enfrentou o desafio de buscar conexões entre os equipamentos... Gel, Liu do Acarajé, Marcelo, Niña, Mara com o seu delicioso cachorro quente, os meninos do atletismo... Enfim, se esquecemos de mais alguém receba também nossos agradecimentos, assim como a todos que estiveram presentes.

Dos 06 jogos que a Seleção Brasileira entrou no campo, conseguimos levar o “Futebol na Praça” por 04 vezes. Fomos até onde o Brasil conseguiu ir... Dificuldades lá e cá!

Tivemos muitas crianças, muita gente bonita e alegre! Cumprimos entre acertos e erros parte de nossa proposta, aprendemos muito sobre muita coisa, e nos certificamos que temos um grande caminho a percorrer até que consigamos UNIR todos num só coração! A felicidade existe e será plena quando todos nós formos capazes de compartilhar o melhor que há dentro de nós!!!!

Gratidão a todos que se fizeram presentes e torceram juntos...

Agora desejamos expor a todos a nossa prestação de contas. Sinta-se convidado a participar. Este encontro está previsto para acontecer na próxima semana com data e horário a ser confirmado na Biblioteca.

Wilsa Mendonça ​ & Tiago Araújo​
Itacare / Serra Grande - BA

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Curso para o Cadastro Ambiental Rural oferece 31 mil vagas

Socializando
Abraço
Tita

-----------------------------------------

Curso para o Cadastro Ambiental Rural oferece 31 mil vagas

Curso vai capacitar, pela internet, facilitadores para apoiar proprietários e
posseiros rurais na inscrição do Cadastro

Estão abertas as inscrições para o curso à distância de Capacitação para o Cadastro Ambiental Rural (CapCAR). Serão oferecidas 31 mil vagas, distribuídas em quatro turmas, sendo que a primeira vai priorizar a inscrição de profissionais de órgãos públicos de meio ambiente e extensão rural. A inscrição é gratuita e, para a primeira turma, fica aberta até o dia 20 de julho. As turmas seguintes serão abertas quando a primeira for finalizada. Acesse através do seguinte hotsite: http://hotsite.mma.gov.br/capcar/.


O diretor de Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Gabriel Lui, destaca o caráter multiplicador do curso. “O objetivo é aumentar a capilaridade em campo, por meio de multiplicadores que levarão informações tanto sobre a legislação quanto sobre o sistema do CAR”, afirmou Lui.

O curso é resultado das ações de fomento e apoio à implementação da Lei nº 12.651/2012 (Novo Código Florestal), que criou o CAR. O objetivo é formar facilitadores para o cadastramento de imóveis rurais no CAR, com prioridade para o apoio aos proprietários ou posseiros rurais que tenham área de até quatro módulos fiscais e desenvolvam atividades agrossilvipastoris, conforme previsto na lei.

O curso, chamado de CapCAR, tem duração de 78 horas, com dedicação média de 12 horas semanais, e será ministrado em até sete semanas. A primeira turma começa no dia 12 de agosto. Cada turma será acompanhada por um tutor (docente on-line), preparado para tirar dúvidas de conteúdo e de uso das ferramentas. Os participante receberão um certificado de curso de extensão emitido pela Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Fonte: Ministério do Meio Ambiente (MMA)

Link: http://www.mma.gov.br/informma/item/10226-curso-para-o-cadastro-ambiental-rural-oferece-31-mil-vagas

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Blog da Rede e Cadastramentos

Amigos da Rede!

A construção do formato básico do Blog da Rede Esperança-Conduru está quase finalizado. O Blog, entre outras informações, divulgará quem são os participantes da Rede, bem como tais participantes (institucionais) também figurarão no mapa interativo do Blog, por meio do qual os visitantes poderão buscar e localizar, visualmente, cada instituição cadastrada dentro de suas cidades. Por isso, solicitamos para aqueles que, ainda, não se cadastraram que o façam através do LINK https://docs.google.com/forms/d/1u03FjJ3qvgt_4RPRq_5phtyinB-7ffFK9jDHoYQbNoY/viewform?edit_requested=true

Lembrando que a participação nesse e.group não equivale à sua inscrição. É preciso acessar o LINK acima e fornecer as informações necessárias.

Por favor, ajudem a divulgar para as suas instituições parceiras.

Gratidão,

Equipe do Núcleo de Animação da Rede

Em Julho o FAEG-Sul vai para Itajuípe

O Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul da Bahia - FAEG-Sul, convida a todos os fazedores e todas as fazedoras de cultura para a reunião de Julho. Venha estimular a geração de ideias, a troca de informações e conhecimentos voltados para interesses da arte e cultura.

Pauta/ Programação

  • Abertura: Fala inspiradora;
  • Apresentação cultural;
  • Conselho Territorial de Cultura;
  • Elaboração de Documento para cobrar a reabertura do CCAF; 
  • Articulação dos Pontos de Cultura do Território Litoral Sul junto às reuniões do FAEG-Sul;
  • Implementação da Câmara Temática de Cultura - Território Litoral Sul;
  • Audiência Pública para consulta ao Plano Setorial de Culturas Afro Brasileiras;
  • Informes;
  • O que ocorrer.


O que: Reunião FAEG-Sul
Quando: 10 de julho de 2014
Município: Itajuípe.
Local: Casarão da Praça.
(Praça  Vereador José Adry, Cento).
Horário: 09:00

segunda-feira, 7 de julho de 2014

11º Encontro da Rede Esperança-Conduru

Casa Azul, 03 de julho, 2014

Participantes
Daniela Teodoro, Aparecida Freire, Natasha Collins, Aaaron Estevez, Valéria Cardoso, Brisa Garcia, Giordani Bruno, Claire Holjak, Julia Aguiar, André de Oliveira, Cristina Leal, Aranda Souza, Gabriel Siqueira, Colleen Scarla, José nazal, Claudio Lôpo, Genilson Oliveira, Wilsa Mendonça, Rebecca Kennedy, Erica Santos, Joselita Machado, Aloisio Ferreira, José Delmo, Rui Rocha, Fabiane Ribeiro, Otília Nogueira.

Temas discutidos
A reunião iniciou com o nosso costumeiro momento de silêncio e reconexão, seguido por uma rodada de apresentações dos participantes. Logo após, Joselita deu o informe da sua participação e experiência na reunião ocorrida na Bolívia – G.77 – com 133 países (governos e delegações).

Festival Esperança-Conduru 2014
André e Júlia informaram a respeito do andamento da elaboração dos 2 projetos para apresentação do edital (Lei Rouanet) e para captação em outras fontes de financiamento (versão socioambiental completa).

Em seguida, eles passaram a grade de programação do Festival, montada a partir das sugestões trazidas pelos participantes das reuniões da Rede.

Foram feitas algumas observações e ideias em relação ao processo de construção do Festival por alguns dos participantes:
  • Atenção para a divulgação dos serviços de cidadania, apenas, quando estes já estiverem com as suas participações confirmadas.
  • Também oportunizar a participação dos representantes das comunidades rurais nos mini-cursos.
  • Garantir a presença das comunidades tradicionais no evento.
  • Promover a articulação para o convite de participação no festival dentro das comunidades.
  • Inclusão do filme “Os Magníficos” na programação da mostra de vídeos.
  • Ofertar um mini-curso de “embalagens”, posto que essa é uma das principais demandas dos agricultores que beneficiam os seus produtos.
  • Convidar a Sra. Marinalva (Grupo Vai Idade) para compor a equipe do mini-curso de beneficiamento de alimentos.
  • Inclusão das manifestações indígenas na grade cultural do Festival.

Flyer da Rede
Em seguida, foi apresentado o modelo do flyer da Rede aos participantes, os quais sugeriram que: 1) o impresso seja mais cumprido, de maneira a abrir mais espaço às anotações daqueles que se inscreverem na Rede; 2) a logomarca do Arapyau venha acompanhada da descrição “material impresso com o apoio do Instituto Arapyau”.

Novas ações para a Rede
Foi aberta a discussão da escolha de novas ações para a Rede salientando, contudo, que além de trazer uma nova ideia, aquele que está sugerindo também deve se colocar à disposição para iniciar a ação, buscando colaboradores dentro e fora da Rede e articulando, juntamente com esses colaboradores, o grupo de trabalho que se responsabilizará pela ação.

Diante do exposto, Wilsa trouxe a ideia da Rede fornecer, aos representantes das comunidades rurais do entorno do PESC, uma oficina que os capacite a acessar recursos técnicos, ou mesmo financeiros, para a melhoria da qualidade de vida dessas comunidades e, para isso, ela deixou a sugestão e se colocou à disposição para tocar essa ação com aqueles que se apresentarem. A sugestão permaneceu aberta até a próxima reunião.